Do Barlavento ao Sotavento não há um Algarve, há vários. O Algarve da construção desenfreada e o Algarve quase intocado. As praias marcadas pelas rochas e pequenas enseadas e as praias de areal branco a perder de vista. Há ondas para o surf em Sagres e as correntes mais quentes perto de Espanha. Há o Hotel de cinco estrelas e o parque de campismo de Albufeira onde toda a gente já ficou pelo menos uma vez na vida. Há as noites de verão intermináveis nas discotecas da moda e os cocktails com sombrinhas em copos XL nas mesas das esplanadas.  Mas também há um Algarve que é marcado pela subtileza dos sons mais calmos, onde se vê o pôr do sol a beber um cocktail e a partilhar a beleza dos dias com os amigos. Nesta edição a Drinks Diary foi ao sul ver os bares de cocktail que marcam a região e ver que o Algarve não é apenas uma paixão de verão. Há muitas razões para voltar, o ano todo!

 

Sal Rosa

sal rosa 1

Sal Rosa é um nome invulgar, mas que nos aguça o espírito por ter esse sabor misterioso. Está intimamente ligado ao espaço e é uma homenagem à avó da atual proprietária, que se chama Rosa. Do sal sentimos o sabor no ar fresco que vem do mar e entra pela janela grandiosa que se abre sobre a praia do Penedo.

O espaço é pequeno e decorado em tons de rosa velho com pequenos apontamentos de artesanato. A janela para o mar é soberana e é a alma da casa. Situada na Praça Miguel Bombarda, na zona antiga de Albufeira, o espaço abriu em fevereiro de 2015 e teve a consultadoria do Bartending Project. Surgiu com a vontade de colmatar uma clara lacuna na qualidade da oferta de cocktails na zona, tida como demasiado turística e de pouca qualidade.

No Sal Rosa aposta-se nos produtos da região e nos ingredientes caseiros. Há copos de barro típicos do Algarve e um menu que se estende por 54 cocktails entre os clássicos e os de assinatura.

O ambiente é simples e discreto, ouve-se música lounge e há projeção de imagens referentes á região numa das paredes. O balcão é curto e acolhedor, a clientela uma mescla de turistas curiosos e residentes.

Bebemos um Rosa Algarvia e sonhámos com dias quentes de verão debruçados naquela janela com vista para o mar.

 

Dromedário

Dromedario

O Dromedário é já um ancião imponente que não podemos deixar de visitar na ponta mais ocidental do Algarve, Sagres. Aberto desde 1985 tem uma história com mais de três décadas durante as quais cresceu em espaço e evoluiu sendo hoje um dos bares de cocktail de referência desta zona do Algarve.

O Dromedário é criação de um alemão que se instalou em Sagres após uma viagem ao sul de Portugal, inspirado nas areias do deserto tem como símbolo um simpático Dromedário e as suas cores e motivos decorativos fazem lembrar um qualquer espaço marroquino.

Os seus cocktails gritam praia e verão, mas este é um bar que está aberto todo o ano e que já foi casa de Bartenders como André Guerreiro ou Luís Domingos que foram deixando a sua marca na carta de cocktails.

Pioneiro no serviço de pizzas com massa integral na zona, o Dromedário tem ainda para oferecer batidos, crepes, sumos naturais, Shisha e um som ambiente descontraído a lembrar uma ilha havaiana numa casa que é frequentada por turistas, residentes e pessoal apaixonado pelo surf.

A carta muda no início do verão. Provámos um Pineapple Express fresco e revigorante.

Na casa respiram-se as histórias de três décadas de noites, com o vagar do deserto.

 

Bon Vivant

Bom_Vivant

O Bon Vivant abriu as portas no centro de Lagos em 1987 e é um projeto familiar. O espaço é um antigo edifício com quatro pisos cujas janelas abrem para uma das mais movimentadas ruas da cidade.

Ao longo dos últimos anos o espaço foi modernizado e o seu serviço direcionou-se para as bebidas premium e uma carta de cocktails mais cuidada. Marco Monteiro é o homem do leme e foi ele que nos guiou pelos diferentes ambientes deste  bar, que é um Senhor que gosta de viver, a boa vida. Um Dandy portanto, que a cada novo andar descobre um estilo, ora mais clássico, ora com um toque Tiki. Ora uma cave com espaço para dançar ou um terraço com vista para o mar.

Num espaço em que predominam as madeiras e o negro, quando entramos encontramos imponente uma escultura romana, colunas revestidas de azulejos e á nossa direita um néon retro grita cocktails. Mas se subirmos podemos sentir os aromas tropicais ou viajar pelo México.

Um espaço onde se podem viver várias noites numa. Uma referência em Lagos.

 

Patacas

Patacas

O Patacas viu crescer Vilamoura ao longo de quase três décadas. Aberto em setembro de 1987, o espaço que inicialmente tinha 60m2 tem hoje mais do dobro e tornou-se num bar multifacetado, sem perder a sua essência de Sports Bar, o local de ver o Benfica e de ser partilhar um copo ao final do dia.

Patacas é um nome que surge da alcunha dada à família oriunda de Cascais e que os acompanhou na viagem para o sul.

A sua decoração é marcada pela inspiração marítima e pelas madeiras. O balcão é uma presença forte e tem vista para várias salas. Há matraquilhos, snooker, esplanada e uma área um pouco mais lounge. É um espaço familiar, cuja direção passou do pai para o filho, Filipe Silva que é o atual Bar Manager do espaço.

Ouve-se musica dos anos 80 e 90 e a casa é conhecida pela sua grande seleção de gins, são mais de 50 à escolha.

Apesar de situado no coração de Vilamoura este é um bar mais frequentado pelos residentes do que por turistas, uma espécie de segredo daqueles que sentem Vilamoura como sua casa e não como sendo uma paixão de Verão.

 

 

The Brewery

The_brewery

Caminhando pela Marina de Vilamoura o The Brewery sobressai na ponta mais a ocidente, chama-nos à atenção o seu espaço exterior, a pequena esplanada de robustas mesas de madeira e a nora de água em movimento. Estas são as cores de que se pinta este espaço enorme que vive literalmente à volta do bar, uma estrutura massiva, pensada para ser funcional e que é uma ilha num mar de madeiras, de tubos de cervejas e de uma clientela animada.

Aberto em agosto de 2014, sofreu uma profunda remodelação este inverno e reabriu em fevereiro. O The Brewery é inspirado num Pub Irlandês e nos Sport Bars ingleses. Tem várias televisões onde se pode acompanhar emissões desportivas, há um palco para música ao vivo e Karaoke.

Serve-se centenas de refeições por dia, num menu simples e de inspiração irlandesa. A cerveja é o ponto forte da casa. Nacional e internacional, são bombeadas diretamente das várias cisternas num complexo sistema implementado para otimizar a qualidade de cada copo de cerveja servido. Há cocktails clássicos a pedido e a qualidade é garantida por André Guerreiro, uma referência a nível nacional no Flair Bartender e o responsável pelo bar e pela equipa que é grande, mas jovem, que compõe o staff da casa.

O espaço é diversificado, grande, mas simpático. Um “Good Times Bar”, com vista para a Marina.

 

Atlantic Piano Bar

Atlantic

O Atlantic é um bar situado no primeiro andar de um prédio plantado de frente para a marina de Vilamoura. Aberto em setembro de 2004 é uma casa que foi ganhando espaço na noite de Vilamoura por ter música ao vivo, com especial atenção para o seu elegante piano de cauda branco.

Os motivos ligados a este instrumento pontuam a decoração a preto e branco e a imagem clássica remete para os tempos saudosos dos anos de ouro de Hollywood, com quadros do Rat Pack e do inesquecível Frank Sinatra perdidos pelas paredes.

Há varandas voltadas para o mar e um terraço com bar de apoio que prometem longas noites de verão.

A aura do espaço é o de um jazz club norte-americano, mas o ambiente é claramente Brithish Pub. O bar apresenta uma carta de cocktails cuidada e com sugestões para qualquer hora do dia. Há live acts duas vezes por dia, seja o piano a solo, ou acompanhado por um interprete.

O Atlantic que com os anos passou a ser conhecido por piano bar, é o espaço ideal para ver o pôr do sol e ouvir música com um toque de glamour.

 

Spikes

Spikes

O Spikes é um dos restaurantes do exclusivo Resort de Vale do Lobo. Tem uma localização privilegiada, com vista para o campo de golfe e ao longe o mar. É um espaço fresco e acolhedor, com ambientes adequados para qualquer momento do dia. Seja um pequeno almoço pela manhã, seja um cocktail ao fim da tarde enquanto se aproveita o pôr do sol.

O restaurante sofreu uma remodelação durante o inverno e abriu as portas de cara lavada, com um espaço de bar desenhado por Kevin Belhaj, pensado para ser o mais funcional possível, divide a área de trabalho por cuidadas secções que vão desde a cerveja, aos vinhos brancos e tintos passando pelos destilados.

Este restaurante é no seu conjunto um club house, um restaurante e dois bares, o interior e o The Lounge que dá apoio à esplanada no verão.

O bar está decorado com cores sóbrias, e o balcão acobreado dá personalidade ao espaço criando um impacto positivo a quem, ao entrar no espaço, se confronta com este elemento soberano. As áreas são amplas, num espaço encontra-se a mesa de snooker, num outro um piano de cauda e elegantes cadeirões de veludo, noutro um sofá caseiro e uma televisão.

O Spikes bar é um local para se estar, calmamente e relaxar. Sentar ao balcão e pedir conselho ao Bartender sobre o que tomar tendo a certeza que a cuidada seleção de bebidas e o talento da casa só pode resultar numa experiência para recordar.

 

Varandas

Varandas

 

O Varandas começou por ser um pequeno espaço marcado por três varandas que deram o nome ao sítio. Hoje em dia as varandas foram transformadas e o espaço, que é ainda um projeto em andamento, adquiriu outros contornos. Entra-se por um pequeno pátio calcetado, no qual se tropeça numa dessas ruas tortas de Faro perto da Escola de Hotelaria. Sobe-se então para o 1º andar e aí o bar transforma-se numa sala de estar, com mesas de madeira e um balcão recém remodelado que ainda está à procura de identidade.

O bar tem mais de 12 anos, mas a equipa é jovem e empenhada em fazer do seu espaço um local de referência na cidade.

A carta de cocktails está em permanente construção e o bar ainda é mais procurado pela sangria de espumante e pela cerveja.

O terraço é um espaço aberto para as noites de céu estrelado do Algarve. O importante nesta casa é o bem receber, são os grupos de amigos que se juntam ao final da noite, por vezes outros Bartenders.

Ás sextas há festa dos anos 80 e ao sábado DJ com música eletrónica ou com vinyl. Sempre que há bola há Happy hour.

Um espaço acolhedor e simpático a não perder em Faro.

 

Columbus Bar

Columbus

 

O Columbus Bar é a casa daquela que é considerada a melhor Equipa de Bar em Portugal pelo segundo ano consecutivo pelos prémios do Lisbon Bar Show.

Instalado nas arcadas de um edifício centenário o Columbus, aberto por Miguel Gião há cerca de 12 anos, evoluiu da ideia inicial de montar um Club com Dj´s para um dos melhores bares de cocktails em Portugal.

Miguel Gião brincou com a idade das suas paredes “São mais velhas que os Estados Unidos da América!” Mas foi a vontade de respeitar essas origens que tornou o Columbus num espaço especial, que o levou a adaptar-se à elegância das arcadas que convidavam a um ambiente mais calmo e a algo que não existia na altura do advento do Clubbing no Algarve, um bar de Cocktails onde o espaço para a socialização e a conversa entre amigos é central.

Apesar do pequeno espaço interior constituído por duas salas decoradas de forma discreta com a predominância de materiais nobres como a madeira e os sofás altos que permitem que todos estejam à mesma altura e se olhem nos olhos, o Columbus dispõe ainda de duas esplanadas. A primeira acomodada nas arcadas do antigo edifício e a segunda, um espaço mais lounge mesmo em frente.

A criação destas três zonas distintas permite ao bar acolher um número elevado de pessoas e criar um ambiente dinâmico e descontraído.

Pontualmente há música ao vivo e no verão o Columbus orgulha-se de convidar os seus clientes para a Columbus Boat Party.

O Menu do Columbus tem a particularidade de ser uma edição de jornal anual, colecionável e que os clientes podem levar consigo. Neste menu há cocktails, vinho, shots e pequenos artigos sobre a família Columbus.

 

O Arcada Cocktail & Wine Bar

Arcada

O Café Arcada é um espaço clássico situado na Praça da República em Tavira. O antigo café está na família de Rui Silva há várias gerações. Foi ele que agarrou no espaço e inspirado em espaços como o Columbus Bar e outros bares de cocktails o transformou num local acolhedor onde é possível apreciar um bom cocktail ou um copo de vinho ao final da tarde.

O interior do bar preservou o teto abobadado das arcadas e veste-se de paredes negras com apontamentos de cortiça. O balcão é peça fundamental do espaço que é pontuado por mesas altas.

Há também um espaço de esplanada que se abre para a Praça. A carta de bar tem especial atenção aos cocktails e ao vinho. Com 36 cocktails com álcool e 8 cocktails sem álcool há oferta para todos os gostos. Provámos um The Bartenders Soul, um cocktail com base de gin e xarope de amêndoa e um Alquimista que se centra no Rum, laranja e canela numa clara aposta nos produtos locais.

É um bar onde se pode beber um café depois do almoço, um copo de fim de tarde ou de fim de noite, ouvir jazz e apreciar a vida.

 

Salmora

DrinksDiary_Salmora_01122015-6378

O Salmora Live Kitchen & Bar não é um espaço convencional, é uma área ampla que fluí em torno de uma grande ilha que é a cozinha e o bar. É suposto ver a performance dos Chef´s num Live Kicthen Act e estar sempre em contato com o que vai ser a nossa comida.

E é por isso que existe uma simbiose tão grande entre a cozinha e o bar, harmonizando-se frequentemente os pratos criados pelos Chef´s com os cocktails de Bruno Rocha, o Bar Manager do espaço.

O espaço que se pretende interativo tem espalhados ecrãs – nas paredes e até num balcão – onde para além de animações alusivas ao espaço é ainda possível ver o nosso canal preferido ou a cozinha. Basta usar o QR Code e tomar o controlo da Tv através do nosso smartphone.

É possível sentar ao balcão e comer à beira da cozinha quase tocando os Chef´s ou escolher um dos espaços acolhedores da casa. A jardim de inverno, a sala decorada de forma cuidada ou a esplanada de rua, com os seus bancos produzidos com velhas bicicletas.

Na esplanada, no verão, uma ligeira neblina de água refrescante torna o espaço num oásis para os dias quentes e os assentos de bicicletas são um chamariz para espreitar o espaço onde há outras instalações com restos de bicicletas ou bancos altos feitos com canos galvanizados, numa mistura entre o reciclado e o novo, num estilo sóbrio, mas ousado.

No bar, o Salmora destaca-se pelos seus cocktails. Segundo Bruno Rocha a ideia “Sempre foi atrair pessoas para experimentar cocktails através da cozinha. Havia uma lacuna em termos de cocktail bar e de mixologia em Vilamoura, viemos mudar isso.”

Ás sextas e sábados há food paring e ás sextas DJ, num ambiente que se pretende descontraído para portugueses e estrangeiros e para todas as idades.

 

Guarita Terrace

 

Guarita

A Praia Verde é um areal de sonho no sotavento Algarvio e o Guarita é o bar que de um ponto mais alto nos permite observar com deleite a paisagem.

Aberto desde junho de 2013, o Guarita era um apoio de praia que está sendo aos poucos transformado num bar, sendo que as últimas grandes obras ocorreram no ano passado e ainda há projetos para fechar com vidro a parte voltada para o mar.

O espaço é marcado pelas madeiras claras e pelo grande terraço de frente para o mar. Nesse terraço há um pequeno nicho com cortinados brancos de um romantismo que convida os casais apaixonados a sonhar.

A equipa de bar é liderada por Flavi Andrade, considerada pelos prémios do Lisbon Bar Show como a melhor Barmaid em Portugal. Flavi tenta encontrar a essência dos produtos portugueses nos seus cocktails, fazer cocktails com baixo teor alcoólico numa clara aposta nos licores, nos frutos da época e da região algarvia.

O Guarita como bar de praia que é tem também uma oferta de tapas e snacks, mas apenas serve almoços. Apesar disso está aberto para as noites quentes de verão, para cocktails e esporadicamente DJ ou música ao vivo.

A Praia Verde é um Algarve que vive a outro ritmo, mais lento, menos povoado, onde o areal é a perder de vista e água mais morna. O Guarita é o miradouro romântico de onde o podemos saborear!

 

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter