A Adega de Palmela apresentou no início deste mês a nova gama de vinhos que terá distribuição exclusiva no canal Horeca.

São cinco referências: dois vinhos brancos, dois tintos e um vinho rosé.

A apresentação decorreu nas instalações da ARESHP, em Lisboa, e contou com a prova dos vinhos comentada pelo Enólogo da Adega Cooperativa de Palmela, Eng. Luís Silva e deu a conhecer os primeiros 5 vinhos desta gama, destacando de cada um deles as características mais importantes.

Esta gama de vinhos é o resultado de 7 anos de repouso das vinhas o que permitiu criar vinhos com um carácter único como afirmou o enólogo Luís Silva.

A Adega de Palmela conta com cerca de 300 associados na Região da Península de Setúbal e mais de 6 décadas de história.

Eng.Luís Silva, enólogo Adega de Palmela

Eng. Luís Silva, Enólogo da Adega de Palmela

Notas de prova:

Villa Palma Tinto Colheita Selecionada 2013 é um vinho com uma cor amarelo citrino e um perfil frutado, bastante intenso.

Villa Palma Tinto Colheita Selecionada 2013, obtido através da casta Fernão Pires, apresenta-se com notas de frutos tropicais e de maçãs verdes, aliando o sabor fresco a uma acidez bem estruturada que lhe confere uma identidade muito própria.

 Villa Palma Branco Colheita Selecionada 2015é feito de Verdelho, Fernão Pires, Arinto e Chardonnay são as castas que compõem o que é obtido a partir de uma curta maceração pelicular e fermentado a baixa temperatura de forma a preservar todo o seu aroma, ideal para acompanhar peixes e mariscos.

Villa Palma Rosé DO 2015 provém das castas Castelão, Syrah e Aragonês com uma cor rosa intenso, de aroma a frutos vermelhos e compota com sabor frutado, fresco e com boa estrutura, equilibrado e persistente.

 Villa Palma Tinto DO 2015 é resultado das castas Castelão, Syrah e Aragonês e apresenta uma cor rubi com reflexos violáceos com aroma a frutos vermelhos evoluindo para algumas notas de compota, tosta e baunilha. Na boca é macio com taninos aveludados, apresentando um final de boca agradável.

Villa Palma Tinto Colheita Selecionada 2013 considerado como “o vinho que nasceu pintado de ouro” pelo primeiro prémio obtido no Concurso Vinalies Internationales 2016. É obtido através das castas Castelão, Syrah, Aragonês e Cabernet Sauvignon e estágio de 8 meses em barricas de carvalho francês e americano.

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter