AdegaMãe Terroir Tinto 2012 e AdegaMãe Terroir Branco 2013 são a cara desta nova categoria de vinhos da Região de Lisboa. Dois vinhos de assinatura da dupla de enólogos Diogo Lopes e Anselmo Mendes, produzidos a partir de duas colheitas excecionais que definem o carácter único da região oeste de Lisboa e da influência que a proximidade com o oceano Atlântico tem nos vinhos produzidos pela casa.

Os dois vinhos só serão reeditados em anos excecionais, que permitam desenhar vinhos inéditos, complexos e de qualidade que expressem o trabalho feito pela Adega Mãe.

Bernardo Alves, Diretor Geral da Adega Mãe afirmou que “Este é um passo que só o tempo nos permite e que muito nos orgulha. Acreditamos estar perante grandes vinhos que muito vêm valorizar o portefólio AdegaMãe e que, esperamos, possam ser um exemplo de excelência desta extraordinária Região de Vinhos de Lisboa”

Durante o almoço de apresentação dos vinhos, que se realizou nas instalações da Adega Mãe, contou com a presença dos enólogos e do Diretor Geral da casa e foi harmonizado com comida do Chef Paulo Morais, foi também frisado a importância de inovar e de produzir vinhos de qualidade na região, apesar de ser ainda difícil vender efetivamente vinhos de Lisboa em Lisboa e em Portugal o que acaba por fazer com que cerca de 70% da produção seja destinada à exportação, embora na sua maioria sejam vinhos reconhecidos com medalhas e prémios no sector a nível internacional.

Houve ainda tempo para a apresentação das novas colheitas dos já conhecidos Dory Reserva Tinto 2013 e o Dory Reserva Branco 2014.

Esta é o sexto ano do projeto Adega Mãe que acabou há pouco a sua sétima vindima. Nascido da vontade do Grupo Riberalves, localiza-se no Concelho de Torres Vedras e está vocacionado para a produção de vinhos com características muito próprias, graças à proximidade do mar e influência do clima Atlântico.

Segundo Anselmo Mendes, um dos enólogos da casa “O potencial da Região é enorme, mas apresenta ainda muitos desafios”. Não só na produção e aperfeiçoamento dos vinhos, mas também ao nível da criação de uma imagem de credibilidade e de crescimento no mercado.

adegamae

 

AdegaMãe Terroir Tinto 2012

Castas: Touriga Nacional e Merlot.

Notas de prova: Muito complexo. Notas de resina, mineral e fruto preto. Vigoroso na boca, com bastante estrutura. Taninos maduros e intensos. Bem casado com madeira. Final persistente, longevo.

Preço recomendado: 39€

AdegaMãe Terroir Branco 2013 

Castas: Viosinho, Alvarinho e Arinto.

Notas de prova: Aroma complexo, mineral e fumado. Volumoso na boca, com untuosidade, acidez firme e final salino.

Preço recomendado: 39€

Dory Reserva Tinto 2013

Castas: Touriga Nacional, Merlot, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot.

Notas de prova: Cor ruby. Notas violetas, pimentão e especiaria. Fruta bem madura e bem integrada. Boa presença na boca, com as notas de fruta a reaparecerem. Termina com elegância.

Preço recomendado: 12€

 

Dory Reserva Branco 2014

Castas: Viosinho, Alvarinho e Chardonnay.

Notas de prova: Cor amarelo citrino. Grande riqueza aromática com notas de caroço, pêra e mel. Tudo em elegância, barrica muito bem integrada. Final intenso com mineralidade.

Preço recomendado: 12€

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter