Alberto Pires, Diretor Geral da Mojito Catering, é o impulsionador da feira dedicada ao mundo do bar, o Lisbon Bar Show, que vai realizar-se pelo terceiro ano consecutivo nos dias 17 e 18 de maio.

Personalidade proeminente da indústria de bar em Portugal, Alberto Pires é júri da World’s 50 Best Bars, concurso que elege os melhores bares do mundo e dos Prémios Spirited Awards realizado no Tales Of The Cocktails, talvez o evento mais importantes do setor a nível mundial.

Muitos anos de experiência, muitas viagens e muitas rodadas, depois, Alberto Pires decidiu aventurar-se e organizar em Portugal uma feira que ombreasse com o que de melhor se faz lá fora. Um espaço para juntar em Lisboa os mais importantes players do mercado: marcas e Bartenders.

Este ano o Lisbon Bar Show volta a acontecer no Pavilhão de Exposições da Tapada da Ajuda, tem um programa recheado de personalidades internacionais e promete ser maior e melhor que nas edições anteriores.

Drinks Diary: Alberto, porquê realizar uma feira de bar em Lisboa?

Vou a feiras do setor desde 2006. Dois anos depois de ter começado a ir já estava seriamente a pensar em fazer algo do género em Portugal. Mas tive muito medo de o fazer na altura, pensei que me ia estampar. Vi depois um projeto que surgiu, mas não teve pernas para andar, era feito por pessoas que nunca tinham estado no terreno, não conheciam as feiras e baseado apenas num conceito, que foi procurar as marcas com a intenção de lhes vender espaços e por isso acabou por não se realizar. O facto é que não posso dizer que andava arduamente a trabalhar neste projeto há anos. Fez-se um click quando fiz a primeira feira de Gin em Portugal. Pensei, se se faz uma feira de Gin para provar diferentes marcas de Gin, só com Gin, todos os Gins em fila, em que dois ou três faziam cocktails e todos os outros davam a provar Gin com água tónica, também é possível fazer uma feira de cocktails e destilados dedicada ao bar e com uma forte componente de formação e trazer cá personalidades internacionais. Este pensamento aconteceu-me em novembro de 2013, penso.

[…]

Entrevista publicada na segunda edição da Revista Drinks Diary.

Para ler na integra deve seguir o Link e aceder à edição online da revista.

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter