O Pornstar Martini, cocktail que Douglas Ankrah criou no início dos anos 2000, tornou-se num clássico reconhecido em todo o mundo. Mas a autoria desta receita é apenas um dos muitos feitos da sua carreira que leva já mais de três décadas. Criou bares como o LAB e o Townhouse em Londres, formou outros Bartenders na London Academy of Bartending e continua a trabalhar em novos conceitos e produtos.

Hoje em dia afastado das lides do bar, Douglas está a lançar um novo produto que reproduz o sabor do seu Pornstar Martini e passou por Portugal. Estivemos à conversa com ele para, entre outras coisas,  saber qual o segredo para se criar um cocktail clássico.

 

Drinks Diary: No início dos anos 2000 criaste o Pornstar Martini que se tornou num clássico. O teu cocktail está em todo o lado. Qual é para ti o segredo para criar um cocktail de sucesso?

Penso que em primeiro lugar é o ritual, o “serve”. As pessoas tendem a beber com os olhos e quando uma bebida está bem decorada isso chama a atenção de quem pede cocktails. Depois é importante o nome que lhe dás, tem de ser fácil de dizer. O nome e a imagem são dois pontos importantes. Depois ajudou o facto de eu estar na indústria há muitos anos, com um percurso que inclui bares como o Lab e o Townhouse.

Drinks Diary: Que impacto teve na tua carreira seres o criador de um cocktail reconhecido em todo o mundo?

Basicamente posso entrar em qualquer lugar e o Pornstar Martini é como se fosse o meu Currículo, e está impresso em todo o lado do mundo. De certa forma ajudou a minha carreira a avançar para o nível a seguir, mudou a forma com penso, como crio bebidas. Ajudou-me a avançar em tudo.

Drinks Diary: Estás a lançar um novo produto no mercado, qual foi o processo para chegares a ele?

Acho que todos os Bartenders sonham em ter o seu bar, lançar um livro de cocktails ou ter a sua própria marca. Eu consegui cumprir os três desejos. Mas lancei o produto principalmente porque queria que ficasse claro o que é o Pornstar Martini, porque já o vi feito de tantas formas diferentes, este produto acaba por ser uma recriação fiel da minha receita original.  Não quis criar um cocktail, mas sim algo que fosse fácil de beber, que qualquer pessoa pudesse gostar.

Drinks Diary: Estás na Bar Scene à algum tempo, já fizeste de tudo um pouco desde trabalhar atrás do bar, a criar conceitos para outros bares. O que é diferente nos dias de hoje?

Sinto que cada vez mais Bartenders tentam criar as suas próprias marcas. A profissão parece-se mais como um negócio nos dias de hoje. És Bartender, mas queres ter o teu bar, queres lançar os teus próprios livros, ou criares a tua própria marca. Quando eu comecei os Bartenders trabalhavam em bares e era isso. Não havia outras opções. Hoje em dia um Bartender é também um empreendedor, quer viajar, aprender mais.

Drinks Diary:  Londres continua a ser a capital do cocktail?

Londres tornou-se numa espécie de “hype” para Bartenders, muitos viajam para trabalhar uns tempos em Londres para depois levarem conhecimento de volta para casa. Há muitos bares bons em Londres, mas hoje em dia há bons bares em todo o lado! Na República Checa, em Amesterdão ou em Nova Iorque. Creio que Londres tem muita competição.

Drinks Diary: Tens saudades de trabalhar atrás do bar?

Não! Estou demasiado velho! Nunca mais! (risos) Sinto falta das pessoas, adoro conviver com pessoas e sinto falta dessa envolvência que só se encontra quando se trabalha atrás do bar, mas em termos de trabalho penso que é uma fase que acabou para mim.

Drinks Diary: Foi a tua primeira visita a Portugal, embora curta, que impressão te causou?

Adoro Portugal! Conheci uma rapariga bonita que conversou comigo a caminho do aeroporto, então Portugal foi bastante generoso comigo! (Risos) A comida é ótima, voltarei com mais tempo!

Drinks Diary: Vamos poder encontrar o teu produto nos bares em Portugal no próximo verão?

Sem dúvida! É uma questão de distribuição. A ideia será lançá-lo no Algarve algures entre julho e agosto. Penso que virei uns dias para trabalhar nesse lançamento.

 

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter