O que é que um Chef de cozinha, um mixologista, um sommelier e um mestre perfumista podem fazer quando se juntam?

Um Gin que exprima a verdadeira alma de Barcelona! Uma cidade vibrante, cosmopolita e onde se encontram alguns dos melhores restaurantes do mundo.

O Gin Raw alia um processo único de destilação aos sentidos apurados de cada um destes profissionais para criar um Gin surpreendentemente suave, gastronómico, clássico, mas contemporâneo. Um ode aos sentidos!

Barcelona recebeu-nos meio envergonhada com a manhã cinzenta, mas não há chuva que apague o brilho desta cidade e nos afaste da boa energia que emana das ruas movimentadas que descem da montanha até ao mar.

Mas a nossa jornada por Barcelona começou a cerca de 60 kms a sul, na localidade de Vilafranca del Penedès morada da Destilaria Mascaró desde 1945. Conhecida pelos seus Brandies e Cavas, a casa Mascaró foi o local escolhido para a produção do Gin Raw. A destilaria está na família há décadas e Monste Mascaró, Master Distiller responsável pelo Gin Raw é já a terceira geração à frente de negócio.

Foi aqui entre a antiga destilaria em repouso e as filas intermináveis de barris onde descansam milhares de litros de brandy que fomos conhecer  a ambivalência deste Gin. Por um lado a pequena máquina maravilha que permite destilar a baixa temperatura os botânicos que dão vida ao Gin Raw, por outro o alambique tradicional com muitas histórias para contar.

Gin Raw: a Origem

O Gin Raw nasceu da vontade de criar um Gin que encarna-se o espírito de Barcelona, uma cidade que para além de ser cosmopolita, movimentada e habitada por cidadãos de toda a parte do mundo, é também um local onde se come muito bem, onde os melhores Chefs do mundo procuram inspiração e onde se encontram restaurantes de topo.

Foi com esta ideia em mente que Roger Palmes e Lluis Romani, mentores do projecto, procuraram a ajuda de quatro profissionais de áreas tão distintas como a gastronomia ou a perfumaria.

A equipa de quatro criativos contou com Rosendo Mateu, Mestre perfumista com mais de 40 anos de experiência na criação de perfumes, Javier Caballero, Mixologista  fundador e diretor da Liquid Experience, Sergi Figueras considerado o Melhor Sommelier de Espanha em 2012 e Xano Saguer, Chef de cozinha e mentor do primeiro restaurante de sobremesas no mundo.

Foi da soma dos conhecimentos destes profissionais e das muitas provas e tentativas para acertar a receita final que se chegou à essência do Gin Raw. Depois de afinada a receita, o trabalho mudou-se para a destilaria onde Monste Mascaró a executa com precisão, quer em termos de ingredientes, quer em termos de técnicas, quer seja através do alambique ou na destilação a frio, através da pequena máquina muito utilizada na alta gastronomia, o Rotaval.

Máquina que por oposição ao grande alambique, trabalha em cima de uma mesa no escritório fazendo um barulhinho baixo, mas constante enquanto extraí essenciais a uma temperatura de 25º por oposição aos 80º necessários no alambique.

 

Porquê Gin Raw?

Raw, que em português podemos traduzir para o termo cru,  é um conceito que ao longo dos  últimos anos se tornou global, podemos aplicá-lo à arte,  à arquitetura, ou à fotografia e está profundamente ligado à gastronomia. Um espaço decorado de forma Raw tem foco nos materiais e no minimalismo, na gastronomia o foco está nos alimentos crus e nos sabores autênticos.  Esta corrente remete-nos para algo que não foi alterado, algo que está na sua forma mais pura e as técnicas de destilação usadas na produção do Gin Raw permitem criar um Gin elegante e suave, preservando os aromas delicados de cada botânico.

O Gin Raw é feito a partir de oito botânicos com origem no Mediterrâneo e em outras paragens mais exóticas. O Zimbro tem origem espanhola e italiana e é o pilar da construção do blend. A ele junta-se uma parte citrica constituída por casca de limão obtida de limões colhidos na zona de Múrcia em Espanha, casca de citron da zona de Valência, também em Espanha e folhas de limão Kaffir que chegam da Tailândia.

A esta parte cítrica juntam-se mais três botânicos: louro espanhol, cardamomo preto da ìndia e sementes de coentro do Egipto.

Este conjunto de ingredientes são a alma deste espirituoso, que tal como a cidade de Barcelona é uma alma com várias nacionalidades, com uma história rica e um passado bem presente, mas com um olhar vivo para o futuro.

 

Gin Raw: Duas técnicas de destilação um só objetivo

Foram muitos os brainstromings feitos para se chegar à receita final do Gin Raw, mas desde cedo que a equipa de criativos decidiu utilizar um método de destilação único que combina a destilação clássica em alambiques e uma outra técnica muito utilizada na alta cozinha, a destilação a baixa temperatura numa pequena máquina, o Rotaval.

Desta forma consegue-se capturar os aromas e a essência de cada botânico que é destilado separadamente no Rotaval com as notas de zimbro que se obtém através da destilação dos antigos alambiques da casa Mascaró.

O resultado é um Gin fresco e suave, cujos 42,5 % de teor alcoólico se dissipam na forma como todos os aromas e sabores estão integrados, criando um Gin de qualidade única, feito em pequenos lotes de 5000 garrafas.

O blend entre as duas técnicas, a receita precisa e equilibrada desenhada pelos quatro criativos permitiram criar um Gin capaz de reflectir Barcelona: clássico na sua essência, mas moderno e refinado.

O resultado é um Gin com uma intensidade aromática, fresco com notas cítricas, florais, e crocantes, onde sobressai a combinação de limão, do citron e das folhas de limão Kaffir. O zimbro está presente, é a base aromática muito estruturada onde o álcool está perfeitamente integrado. É um Gin com um bom corpo, com notas florais e um final aveludado na boca.

Podemos comprovar tudo isto na nossa visita à destilaria. Cheiramos cascas de limão e Zimbro enquanto ouvíamos o Rotaval a fazer magia, provámos o Gin, assim sem misturas, nem água, só o Gin puro num copo para logo nos surpreendemos com a boca suave e delicada.

Provámos depois o Gin em cocktails desenhados por Javier Caballero no Solange, bar que fica no centro da movida de Barcelona.

Saimos depois para viver a cidade, para jantar num restaurante à altura do Gin Raw e perceber porque é que afinal era necessário criar um Gin que captasse a essência da alta gastronomia que se faz na cidade. Porque há jantares, e depois há o jantar que tivemos o privilégio de degustar no ABaC, restaurante com duas estrelas Michelin.

Uma visita que foi um festim para os sentidos. Como se necessitássemos de mais desculpas para adorar Barcelona!

 

***

Após criar um Gin tão distinto, havia que dar-lhe uma embalagem à altura e Barcelona é uma cidade de arte e modernidade. Foi por isso criada uma garrafa com um design avant-garde, com um tampa produzida com madeira de florestas sustentáveis e um anel de alumínio que lhe confere personalidade, o pescoço da garrafa está coberto com um colar onde se lista os botânicos e a referência do lote a que pertence a garrafa.

A garrafa é feita num vidro que recria o efeito da baixa temperatura e nos remete para o processo de destilação único feito através do Rotaval. Por fim, o fundo da garrafa recria a base de uma garrafa PET das que estamos acostumados a ver com água o que lhe dá um toque único e remete para a pureza deste Gin.

Cocktails com Gin Raw

 

 

 

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter