A Spirits Business Magazine atribuiu esta semana o prémio inovação do ano 2015, o “Global Master of Inovation” à empresa Lost Spirits Tecnology pelo trabalho desenvolvido na área do envelhecimento artificial de bebidas destiladas.

Em 2015, a Lost Spirits foi a primeira empresa a recriar em laboratório o efeito de 20 anos de envelhecimento numa bebida destilada, ultrapassando empresas como a Cleveland Whisky e a Terressentia entre outros laboratórios que têm desenvolvido trabalho nesta área.

A descoberta é um enorme avanço para as empresas do setor, pois poderá reduzir o enorme encargo financeiro que representa o envelhecimento tradicional de bebidas espirituosas.

Há pouco mais de um ano a Lost Spirits foi a primeira empresa a recriar um Rum de 20 anos em laboratório. Conseguiu faze-lo em 6 dias. Enviou depois algumas caixas do “Lost Spirits Colonial Inspired Rum” para apreciação e foi muito bem recebido pela indústria.

Analisado mais tarde usando GC/MS provou-se que o Rum tinha uma estrutura química muito próxima de um Rum Demerara de 32 anos.

colonial inspired rum

Lost Spirits Colonial Inspired Rum envelhecido pela Lost Spirits usando a máquina THEA

O segredo está na maquina THEA, um reator de “envelhecimento” que pode ser usado em qualquer destilaria. Esta máquina promete a melhoria da qualidade das bebidas destiladas e simultaneamente a descida do preço, uma vez que vai permitir colocar no mercado bebidas envelhecidas, que normalmente são caras, por preços acessíveis. A descoberta vai ainda ajudar os produtores a poupar milhares de euros pois evita as perdas por evaporação, conhecida por Angel’s Share, que ocorre durante os anos em que o líquido permanece a envelhecer em cascos de madeira.

Para além de permitir reproduzir o processo de envelhecimento de 20 anos em 6 dias, a THEA permite ainda escolher o tipo de envelhecimento, por exemplo usando um dos dois protocolos já disponíveis: The Caribbean Protocol ou o The American South Protocol. O primeiro reproduz os aromas e sabores de um envelhecimento ocorrido em climas quentes e húmidos e o segundo reproduz as características de um envelhecimento ocorrido num clima com dias quentes e noites frias. Mas as possibilidades para recriar são muitas.

Os primeiros três reatores comerciais começam a laborar já este mês nos E.U.A., e a indústria de bebidas destiladas está já a prever uma revolução na produção e comercialização de bebidas envelhecidas.

A Lost Spirits é uma empresa de inovação tecnológica sediada em Sillicon Valley e é a primeira e única empresa a conseguir recriar com sucesso o processo de envelhecimento de bebidas destiladas através de um processo químico. Não só a assinatura química é idêntica, mas o aroma, o sabor e textura se assemelham a produtos que envelheceram no barril por 20 anos ou mais.

Máquina THEA Lost Spirits

Máquina THEA Lost Spirits

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter