A Escola de Hotelaria e Turismo de Faro recebeu, na passada segunda-feira, um dos Bartenders mais conceituados de Londres: Luca Cinalli.

Depois de ter passado os últimos cinco anos no Nightjar, considerado um dos melhores bares do mundo, Luca Cinalli avança agora com um novo projeto, O Oriole também em Londres, e veio ao Algarve partilhar essa nova experiência com uma plateia de profissionais do sector.

A manhã começou por uma apresentação a três vozes, maioritariamente digerida aos alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Faro. António Cuco, criador do Gin Sharish apresentou o seu projeto contando o percurso do nascimento da ideia até ao momento atual em que tem um produto reconhecido e em crescimento no mercado.

De seguida, Nélson Bernardes, Diretor da Drinks Diary partilhou com os presentes a sua experiência enquanto Bartender com foco na necessidade de trabalhar cada vez mais o fator Hospitalidade e ser-se um bom “Host” como forma de obter sucesso no sector.

Para terminar a manhã Luca Cinalli fez a sua intervenção, falou sobre o seu percurso pessoal e profissional e houve ainda tempo para fazer alguns cocktails.

Photography by: Ricardo Bernardo (www.ricardo.bernardo.photography)
DrinksDiary_LucaC_01122015-3235
Photography by: Ricardo Bernardo (www.ricardo.bernardo.photography)

A tarde seguiu com a Masterclass onde Luca Cinalli falou do seu novo projeto, o Oriole, de como surgiu a ideia e quais os elementos diferenciadores de projetos anteriores.

Percebemos através da sua apresentação que há uma preocupação constante com a eficiência e que o servir bem o consumidor, indo de encontro aos seus desejos é o objetivo de todo o seu trabalho.

A leitura dos desejos do consumidor é, segundo Luca Cinalli, um dos pontos mais importantes da sua atividade. Segundo ele podemos fazer cocktails muito elaborados e eles não terem sucesso pois o consumidor não os consegue compreender, coisa que já lhe aconteceu e que o obrigou a recuar um pouco no processo. Por isso é importante conhecer as pessoas, e ler as suas reações todos os dias tirando lições para melhorar. Luca deu o exemplo: “Se há bebidas que voltam para trás a meio, temos de perceber porquê, o que é que o cliente não gostou. O que devemos mudar.”

Esta preocupação com o fazer bem as coisas parece ser transversal a toda a carreira de Luca, que apesar de ter começado ainda na adolescência, numa pequena cidade no centro da Itália, a trabalhar com o irmão mais velho na cozinha conseguiu evoluir. Dicas para o fazer: tirar notas, ser metódico, experiênciar coisas e manter em mente qual é o nosso objetivo de vida.

Photography by: Ricardo Bernardo (www.ricardo.bernardo.photography)
Photography by: Ricardo Bernardo (www.ricardo.bernardo.photography)
Photography by: Ricardo Bernardo (www.ricardo.bernardo.photography)

“Se tens uma paixão, tens de ser paciente. Não se começa por ser o melhor.” Afirmou Luca. Chegar-se ao topo é um trabalho continuo de vários anos de recuos e avanços e de algumas privações.

A Masterclass continuou com a demonstração de algumas das técnicas que caracterizam o trabalho de Luca, não só a elaboração de cocktails mas também algum trabalho com gelo.

À noite, o Columbus Bar recebeu Luca Cinalli para um Guest Bartending que encheu a casa apesar de ser uma segunda-feira.

Photography by: Ricardo Bernardo (www.ricardo.bernardo.photography)

Luca Cinalli no Columbus Bar © Drinks Diary

Este foi um dia organizado pelo Bartending Project, projeto liderado por Luca Ciapponi com o apoio da Escola de Hotelaria e Turismo de Faro e de Miguel Gião do Columbus Bar. Espera-se que seja a primeira de muitas iniciativas deste género que permitem à comunidade de Bartenders portuguesa contactar com outras realidades, aprender novas técnicas para as implementar nos seus bares e desta forma ajudar a divulgar a Cultura de Cocktail em Portugal.

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter