O Grupo Redondo, mais conhecido pelo Licor Beirão aventura-se agora nos mercados Internacionais com uma distribuidora própria, a Liquid Company. Depois de em 2012 terem assumido a sua própria distribuição no mercado nacional através da criação da Companhia Espirituosa S.A., empresa que tem crescido de forma consistente e que registou um volume de negócios de 25 milhões de euros no ano passado, dos quais 20% no mercado externo, o Grupo avança agora o projecto cujo lema é “ A união faz a força” e que pretender reunir produtores portugueses de bebidas com o objetivo de chegar a mais mercados.

Para Daniel Redondo, diretor-geral do Grupo familiar, o momento não poderia ser mais oportuno: “Portugal está na moda e nós queremos dar resposta à crescente procura por produtos nacionais”.

Consciente do know-how adquirido no mercado nacional através da sua distribuição e da notoriedade atual da marca Portugal, o Licor Beirão, atualmente com vendas diretas para 25 países e indiretas para mais de 60, pretende conquistar os mercados externos de forma ainda mais sólida.

A Liquid Company pretende criar sinergias de escala entre empresas portuguesas. “A união faz a força”, é o lema que caracteriza este projeto. Para Daniel Redondo, o objectivo é claro: “Pretendemos liderar este movimento e atrair os parceiros mais relevantes nas várias categorias de produtos”. Aos parceiros, a empresa recém-criada oferece uma estrutura comercial e logística, mas também todo o apoio na solidificação das marcas portuguesas no mercado externo. As sinergias criadas permitirão rentabilizar os recursos alocados por cada empresa à exportação e uma maior atenção por parte dos possíveis compradores: se várias marcas têm um cliente comum será sempre mais proveitoso unir esforços. Desta forma será possível ter uma oferta completa nos mais importantes retalhistas mundiais e conquistar espaço para os produtos portugueses nos menus mais relevantes.

O futuro da empresa dependerá dos possíveis parceiros. À data de lançamento da distribuidora, e após serem abordadas várias empresas, Daniel Redondo confessa que “a receptividade é excelente” e já pensa no futuro: “poderemos crescer, rapidamente, em faturação e em equipa”. Para o arranque da distribuidora a equipa está formada e conta com a experiência de Tiago Patrão, diretor-geral da Liquid Company, que após trabalhar vários anos no sector financeiro no segmento das PME, aceitou este desafio. A experiência no acompanhamento das PME Exportadoras permite conhecer quais as necessidades e dificuldades em exportar, vividas diariamente pelas empresas portuguesas.

 

PARTILHARShare on FacebookTweet about this on Twitter